STAR TREK e BATMAN 66: Diferentes, mas iguais

Por ANDRÉ AZENHA

1966. A televisão a cores virava febre. Duas séries eram lançadas. Cada uma durou três temporadas. Foram reprisadas à exaustão, inclusive no Brasil. Ganharam status de cults. Ganharam séquitos de fãs, que duram até hoje.

Star Trek e Batman, com Adam West no papel-título, receberam diversas celebrações em 2016, quando completaram 50 anos cada.

A primeira não foi exatamente popular. Mas arrebatou admiradores mundo afora. Ficção-científica de cunho existencialista, pacifista, apresentava ao espectador um time multiétnico. Norte-americanos e russos. Brancos e negros. Ocidente e Oriente. Tudo junto e misturado. Quando os direitos civis eram debatidos na vida real. Em pleno período de Guerras: a “Fria” e a do Vietnã. Gerou uma franquia de sucesso, com animação, spin-offs, Voltaria com seus atores originais em longas para o cinema e partir de 1979. Em 2009, ganhou reboot elogiado pela mente de J.J. Abrams.

A segunda não é exatamente unanimidade entre os fãs do Cavaleiro das Trevas. Pegou o que os gibis tinham de mais leve, solto e sem noção e transformaram em histórias divertidas. De acordo com a época. Coloridas como pediam a década da psicodelia, do flower power e da novidade TV a cores. Ingênuos, os episódios precisavam agradar toda a família. Muitas vezes davam lições de moral.

Com o objetivo de divulgar o seriado no exterior, um longa chegou às telonas. Muitos acusaram o programa de transformar um herói dark em camp. A fórmula se desgastou e a série acabou.

No entanto, aquela seria a primeira e definitiva encarnação da dupla dinâmica para milhões de pessoas. Ficou a saudade. Tanto que Adam West, Burt Ward e Julie Newmar, respectivamente Batman, Robin e a Mulher-Gato, foram ovacionados na San Diego Comic-Con de 2014, quando o Vigilante de Gotham completou 75 anos de seu surgimento nas HQs.

Star Trek discutia temas ousados. Imaginava um futuro e abordava aspectos que ainda existem e existirão por muito tempo. Batman era, até certo ponto, conservador. Revisto, soa datado. Suas piadas e onomatopeias viraram memes. Por incrível que pareça, os seriados se completam. E servem para refletirmos o mundo contemporâneo, caótico, sombrio, violento, corrupto. Intolerância por todos os lados. Precisamos do lado humanista e provocador de um. E da leveza, das risadas e das cores do outro. No fim das contas, ambos querem um mundo melhor.

ANDRÉ AZENHA é crítico de cinema, jornalista, produtor cultural, pesquisador, curador, assessor de imprensa. Mestre em Audiovisual pela Universidade Anhembi Morumbi. Bacharel em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Católica de Santos. Editor dos sites Histórias do Cinema e CineZen Cultural, criado em 2009. Colaborou com críticas semanais nos jornais Expresso Popular e quinzenais no jornal A Tribuna. Colabora semanalmente com a Rádio Santos FM. Escreveu entre 2012 e 2017 para o blog Espaço de Cinema no G1 Santos. Criador e coordenador do Santos Film Fest – Festival Internacional de Filmes de Santos (maior festival de cinema do litoral paulista), CulturalMente Santista – Fórum Cultural de Santos, Nerd Cine Fest e PalafitaCon. Autor do livro Histórias: Batman e Superman no Cinema. Realizou 102 sessões de um projeto de cinema itinerante em bairros com situação de vulnerabilidade. Escreveu sobre cinema para sites, jornais e revistas de Santos, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Limeira e Maceió. Ministra cursos, oficinas a palestras sobre história do cinema, crítica de cinema e jornalismo cultural em locais como Sesc Santos, Sesc Belenzinho, Instituto HQ (São Paulo), ETEC Aristóteles Ferreira, Open House Idiomas, UniSantos, Unimonte, Unisanta, Liceu Santista, entre outros. Participou dos livros 100 filmes essenciais do cinema brasileiro e 100 documentários brasileiros, editados pela Abraccine – Associação Brasileira dos Críticos de Cinema. Organizou e produziu exposições sobre Sonia Braga, Julia Andrews, Batman, Superman, Star Wars, cinema infantil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s